Taxus baccata

EN Em Perigo
Nome Comum:  
Nome Científico Completo:   Taxus baccata L.

AVALIAÇÃO DO RISCO DE EXTINÇÃO

CATEGORIA E CRITÉRIOS DA UICN

EN, Em Perigo

EN B2ab(i,ii,iii,iv,v)

Justificação da Avaliação

Taxus baccata é uma árvore que ocorre em bosques mistos em zonas montanhosas, em vales profundos e encostas íngremes, em solos ácidos e pedregosos, geralmente próximo de linhas de água. Em Portugal continental conhecem-se atualmente apenas três subpopulações: serra do Gerês, serra da Estrela e serra do Caramulo, sendo esta última inviável por se tratar de um indivíduo isolado, incapaz de se reproduzir. A população regional estima-se em cerca de 5000 indivíduos maduros e está em declínio continuado. É avaliado como Em Perigo já que possui uma área de ocupação de apenas 164 km 2, identificam-se apenas três localizações, duas delas ameaçadas pelos incêndios recorrentes, o que tem provocado um declínio continuado de indivíduos maduros e da área, extensão e qualidade do seu habitat. Assinala-se também um declínio continuado da extensão de ocorrência, área de ocupação e número de localizações, dado que há evidências do teixo ter ocorrido noutras serras, onde hoje já não se encontra (Montesinho, Marão). Para a sua conservação sugerem-se medidas de repovoamento e reforço populacional, por exemplo, nas serras do Caramulo e Estrela. Estes esforços deverão ser acompanhados por medidas de gestão de habitat e reforço de vigilância contra incêndios. O repovoamento noutras serras onde tenha ocorrido no passado, deve ser ponderado, e a concretizar-se, deverá recorrer-se a material vegetal da subpopulação mais próxima. Sugere-se ainda a sua monitorização de modo a acompanhar a tendência populacional e o sucesso das medidas de conservação implementadas.

MAPA DE DISTRIBUIÇÃO

- Registos de ocorrência da planta

FOTOGRAFIAS

Financiamento:
Coordenação:      Parceria:  Cofinanciamento: