Asplenium hemionitis

EN Em Perigo
Nome Comum:  
Nome Científico Completo:   Asplenium hemionitis L.

AVALIAÇÃO DO RISCO DE EXTINÇÃO

CATEGORIA E CRITÉRIOS DA UICN

EN, Em Perigo

EN B1ab(iii,v)+2ab(iii,v)

Justificação da Avaliação

Asplenium hemionitis é um feto endémico das ilhas macaronésicas, do norte de África e de Portugal que ocorre em locais sombrios e abrigados, associado a rochedos basálticos, fendas de muros e de paredes musgosas e taludes. Toda a população de Portugal continental está atualmente restrita à serra de Sintra e ao cabo da Roca. Esta planta é avaliada como Em Perigo por apresentar uma extensão de ocorrência e uma área de ocupação muito reduzidas (apenas 52 km 2), por se identificarem apenas cinco localizações e por se observar um declínio continuado no tamanho da população e na área e qualidade do seu habitat. A maior parte dos núcleos populacionais encontra-se nos parques históricos de Sintra e em quintas, tendo sofrido importantes reduções populacionais, incluindo extinção de alguns núcleos, devido à limpeza e à reconstrução de muros, à beneficiação de caminhos, e à limpeza de mato nos muros velhos, fontes e taludes sombrios. Estas pressões continuam a atuar, pelo que é urgente evitar este tipo de ações através do reforço da legislação. Em alguns casos, pode também ser importante controlar as espécies invasoras. Além disso, é importante continuar os trabalhos de restauro de habitat e de reforço dos núcleos populacionais existentes, que deverão ser acompanhados por monitorização, de forma a assegurar a sobrevivência desta espécie em Portugal continental.

MAPA DE DISTRIBUIÇÃO

- Registos de ocorrência da planta

Financiamento:
Coordenação:      Parceria:  Cofinanciamento: